FotoMochileiros

As 10 melhores experiências da Tati na viagem!

3

Como o Guto já comentou no post anterior, não carregamos apenas os lugares que visitamos na nossa lembrança, mas principalmente as experiências que vivemos. Foram elas que nos marcaram e é sobre elas que falamos sempre que estamos entre amigos ou quando nos perguntam sobre a viagem. Por isso fizemos essa lista, para tentar contar um pouquinho mais sobre tudo isso para quem ainda não teve um tempinho pra sentar e tomar uma cervejinha com a gente. Hehe.

E olha, que lista difícil, viu? Considerando que, juntos, escolhemos 20 experiências para contar aqui, ainda ficou muita coisa de fora. Ficar amigo do tio do Shawarma em Wadi Musa, boiar no Mar Morto, fazer uni-duni-tê nas feirinhas alimentares da Malásia, ficar entre as nuvens no Monte Huangshan, comer uma pasta caseira feita por uma italiana, fazer rafting no Ganges e aula de culinária com um Tibetano refugiado, passar o Natal de um jeito maluco no Camboja, ver um pôr-do-sol lindo de dentro de uma piscina termal na Nova Zelândia e muitas (sério, M-U-I-T-A-S) outras experiências incríveis acabaram sendo cortadas… Mas tudo bem, marca um horário na sua agenda e liga pra gente, que a gente conta tudinho, tá? 😀

Por enquanto, aqui estão as minhas 10 experiências escolhidas pra retratar um pouco do que essa viagem nos proporcionou. Senta que lá vem história. 😉

 

ESPETÁCULO CIRCENSE AO PÔR DO SOL EM PARIS

IMG_1500

Eu gostaria que vocês tentassem imaginar junto comigo essa linda combinação de fatores que encontramos em Paris: o Grande Arco de la Défense, um festival circense, um belo pôr do sol, o espetáculo de rua mais emocionante e bem executado que eu já vi. E a cereja do bolo: tudo isso embalado apenas pelo belíssimo (e super característico) acordeão parisiense.

Estávamos na estrada há menos de 15 dias, e foi exatamente neste momento tão lindo que a minha ficha caiu: aquilo tudo era verdade. Eu estava ali, realizando um sonho, sendo presenteada pela bela Paris e prestes a vivenciar muitas outras coisas incríveis. Eu não estava “de férias”, minha viagem não iria terminar em alguns dias. Aquilo tudo era só o começo. Admito que essa ficha caiu tão forte que não me aguentei e chorei durante quase todo aquele espetáculo. Mas sejamos sinceros, quem não choraria?!?

Agora carrego no coração o som daquele acordeão, que continua embalando as lindas memórias que tenho deste momento tão completo.

 

VOAR DE BALÃO NA CAPADÓCIA

Se você já tinha ouvido falar da Capadócia antes da novela “Salve Jorge”, é possível que tenha sido sobre o lindo espetáculo que acontece por lá todos os dias ao amanhecer. Balões e mais balões sobrevoam as inusitadas formações rochosas da região, para que uma grande quantidade de turistas de todo o mundo possa se surpreender com as vistas incríveis.

O passeio em si já seria sensacional pela oportunidade de ver a partir de outro ângulo esse terreno tão diferente do que estamos acostumados (nós achamos que é muito parecido com a superfície da lua, mas não estivemos lá ainda para confirmar a semelhança, hehe), mas aquela quantidade enorme de balões com o sol nascendo ao fundo dão um show à parte. Esse foi um dos passeios que mais afetou nosso bolso, mas valeu cada centavinho. O quadro formado pela paisagem incrível, outras dezenas de balões te acompanhando e o sol nascendo lá no horizonte é inesquecível!

 

PASSAR UM DIA COM ELEFANTES NA TAILÂNDIA

IMG_6105_edited2_marked

Um belo dia, pesquisando sobre coisas legais para se fazer ao redor do mundo, me deparei com a linda possibilidade de poder passar um dia inteirinho com um elefante na Tailândia. Essa experiência virou quase uma obsessão e foi uma das primeiras coisas que decidi que teria que fazer. Por isso que quando fizemos a foto do planejamento, escolhi colocar no colo exatamente o livro que me trouxe essa descoberta, pois a busca por essa experiência influenciou bastante nosso roteiro.

Sempre tenho medo de expectativas muito altas, pois raramente elas são atendidas, né? Mas vou te contar… os elefantes sabem como surpreender! Que animais INCRÍVEIS! O dia ao lado do meu querido amigo Chang Pa foi simplesmente sensacional. Poder sentar diretamente no seu pescoço (e descobrir com meus pés descalços que sua pele é muito macia!), passar o dia com ele andando por trilhas e atravessando rios, alimentá-lo, banhá-lo de lama e lavá-lo no rio (com direito a espirro de água pela tromba e tudo!) foi muito mais impressionante do que eu poderia imaginar.

Saí de lá muito grata, e com a certeza de que lembrarei desse dia pelo resto da minha vida. <3

Obs: Gente, quem tiver a oportunidade de realizar essa experiência, pesquise muito antes de escolher o local, ok? Alguns lugares maltratam os elefantes para que aprendam truques (como pintar quadros, por exemplo) ou deformam suas colunas colocando cadeirinhas pesadas para o passeio (e amontoando vários turistas ao mesmo tempo em cima delas), entre outros abusos. Procurem lugares reconhecidos pelo cuidado com os bichinhos, como centros voltados ao resgate e preservação da espécie. Assim todo mundo pode aproveitar essa experiência incrível sem alimentar um turismo nocivo à natureza. 🙂

 

O PRIMEIRO CAFÉ DA MANHÃ EM BALI

IMG_3142

Quase todo viajante já ouviu falar que Bali é um lugar TOP. Tem uma cultura linda, um povo super receptivo, muitas belezas naturais e mais um monte de outras coisas bem legais. Então pensem como é chegar num lugar assim depois de passar um mês na Índia!!!

Não me entendam mal, a Índia também é um lugar muito legal e que valeu muitooo a pena conhecer, mas temos que ser sinceros e admitir que é um lugar difícil. BEM difícil. A sua zona de conforto te manda um “FALOU!” assim que você coloca seus pés por lá! Então, apesar de termos vivido uma experiência transformadora, quando chegamos em Bali estávamos exaustos.

Mas aí a mágica começou a acontecer. Saímos do aeroporto e não fomos bombardeados por um milhão de motoristas disputando nossa atenção. O motorista do nosso táxi era um senhorzinho simpático que, impressionantemente, não buzinou nenhuma vez durante todo o percurso. Ao chegarmos à pousada, fomos muito bem recebidos por toda a família dos donos, inclusive as mulheres. O local era super limpo, organizado e todo decorado com plumérias, florzinha típica de lá. E, ao largarmos nossas malas, nos ofereceram um café da manhã delicioso em frente ao jardim super tranqüilo que havia no local. Quando respiramos fundo e absorvemos esse novo ambiente, foi como receber um grande abraço do universo! Hehe.

 

CORAL CHINÊS NO TEMPLE OF HEAVEN

cantoria

Você está na China. Um país bem maluquinho pros nossos padrões, com uma cultura muito rica e deliciosamente diferente da nossa. Aí você vai passear por um dos maiores e mais belos parques da capital, Pequim, e OPA! Esbarra com um coral magnífico, com mais de 50 pessoas, dando um show de talento com um lindo pôr-do-sol ao fundo.

Primeira reação? Parar ali pertinho e admirar tudo aquilo. Segunda reação? Fotografar e gravar um tiquinho daquele som pra ter de recordação. Terceira reação? Bem… eu não quero aumentar minha fama de manteiga derretida, mas foi muito difícil segurar as lágrimas. Hehe. Estar no parque do “Templo do Céu” e ver tudo isso pareceu realmente um presente divino. Alguns momentos inesperados parecem que te pegam pelos braços e te sacodem dizendo “OLHA O QUE VOCÊ ESTÁ VIVENDOOO!”. Pra mim, esse foi um desses momentos. 🙂

 

NADAR COM TARTARUGAS MARINHAS NO HAWAII

RTW-420

O Hawaii é um lugar simplesmente sensacional. Nós curtimos muito os 10 dias que passamos lá, mas tinha uma coisinha nos incomodando. Onde quer que íamos, alguém chegava pra gente e falava “E aí, já viram as tartarugas marinhas? Elas são demaaais, e estão por toda a parte, como vocês não viram ainda?!?”. Sem exagero, todo dia ouvíamos alguém falando isso! E sempre citavam alguma praia que nós já havíamos ido (mas sem ver nenhuma tartaruga por lá). Tudo bem que já tínhamos visto mais de uma vez as incríveis baleias jubarte fazendo estripulias no mar (até dando tchauzinho com a nadadeira!), mas poxa, todo esse papo sobre tartarugas nos atiçou.

Eis que num dos últimos dias, já quase perdendo as esperanças, fomos até uma praia que alguns haviam mencionado. Pra nossa surpresa, já demos de cara com uma na areia! Ela estava ali descansando e logo depois foi em direção à água, a passos de tartaruga (piadinha imperdível, hehe). Mas a melhor parte foi que o mar estava cheio delas!

Estava por ali uma moça de uma ONG que protege as tartarugas marinhas e ela nos explicou que elas escolhem alguns lugares para desovar, e essa era a praia da vez. E disse que poderíamos entrar no mar e nadar com elas, só evitando chegar muito perto. E lá fomos nós, super faceiros, nadar com tartarugas marinhas! Elas são lindas, gente! E ficaram super curiosas com a nossa presença (talvez porque ficamos meio engraçados de snorkel?). Nós tentávamos nos afastar, mas elas ficavam chegando pertinho e nos encarando, hehe. Ê coisa linda essa natureza, viu?

 

COMBO DE AVENTURAS NA TAILÂNDIA

RTW-275

Tá, quem nos acompanha por aqui já está cansado de saber que nós gostamos muuuito da Tailândia. Comida boa, povo querido, elefantes (♥), praias lindíssimas… Ai, ai.
Do que eu estava falando mesmo? Hehe.

Ah é! A Tailândia é demais, e nós já imaginávamos isso antes de irmos pra lá. Mas tivemos certeza absoluta no dia que fizemos um dos passeios mais completos das nossas vidas em Koh Phi Phi! O dia começa assim: você pega um daqueles típicos barquinhos e te levam lá pro meio do marzão. 1ª parada: snorkelling. Como o Guto já comentou, o mundo subaquático da Tailândia parece coisa de animação da Disney. É uma beleza natural tão grande que não tem como não se surpreender. Volta pro barquinho.

2ª parada: um penhasco. Penhasco?!? Siiiiim! Se você é uma pessoa doidinha que sempre teve vontade de se jogar de um penhasco direto pro mar como eu, aqui é o momento da grande realização. Vou te contar que quando eu percebi que estava a mais de dez metros de altura eu quase não pulei. Mas engoli o medo rapidinho e me joguei… E foi sensacional! Realização adolescente: check!

3ª parada: Maya Bay. Falando em adolescência, quem aí assistiu “A Praia”? No filme, o Leo DiCaprio passa uns bons apertos para encontrar uma praia paradisíaca super secreta. E Maya Bay é a tal da praia! Ela não é mais tão secreta assim, mas continua paradisíaca. Por ser uma baía numa ilha inabitada, o único acesso é por barco mesmo, o que aumenta ainda mais o charme do lugar. Chegamos ao entardecer, o que permitiu que pudéssemos curtir todo aquele visual com menos turistas disputando seu lugar ao sol. Demais! Mas calma que ainda não acabou!

4ª parada: Plânctons bioluminescentes. Para os biólogos de plantão, isso não é nada demais. Mas para nós, meros viajantes, entrar no mar a noite e nadar com algas que brilham com o nosso movimento foi uma experiência sensacional! Me senti nadando no meio de um céu estrelado (se isso faz algum sentido). Ê coisa linda!!!

Quando desci do barco em Koh Phi Phi eu estava esgotada. Mas muito, muito feliz! Ah, e sabe quanto custou tudo isso?! 40 reais. REAIS! E aí, a Tailândia é ou não é simplesmente maravilhosa?

 

OS CAFÉS DA MANHÃ EM MCLEOD GANJ

RTW-171

Mcleod Ganj é uma cidade na Índia que hoje é refúgio dos tibetanos exilados da China (até o Dalai Lama mora lá). E é um lugar delicioso. Primeiro porque, na verdade, é uma pequena vila super charmosa, com bandeirinhas tibetanas de oração por todos os lados. Mas também porque é um lugar calmo, aos pés do Himalaia, o que significa vistas incríveis das montanhas onde quer que você esteja.

Chegar nesta cidade já seria super legal de qualquer maneira, mas nós chegamos logo depois de passarmos uma semana trancafiados no quarto com a pior intoxicação alimentar que tivemos na viagem. Durante essa semana, além do mal estar, lidamos com a total perda de apetite (principalmente pelas comidas indianas). Então pode-se dizer que chegamos levemente famintos, hehe.

Nosso hotel em Mcleod era um lugar super simples. O quarto era escuro, a cama era dura, a água quente durava 2 minutos… Mas o lugar onde eles serviam o café da manhã era um pátio aberto com uma vista ESPETACULAR das montanhas. E o cardápio era maravilhoso… Pão, queijo, café, bolinho. Parece simples, não é? Mas depois de quase um mês na Índia nós aprendemos a valorizar um café da manhã sem pimenta (possível graças aos tibetanos).
Esse se tornou nosso momento preferido do dia. Sentar, tomar um cafezinho delicioso e admirar aquela vista maravilhosa. Acabávamos nos enrolando por lá muito mais do que pretendíamos. Mas, fala aí, alguém teria pressa de sair dali?

 

SOZINHOS NA MURALHA DA CHINA

RTW-320

Eu não sei qual a veracidade geográfica disso mas, para mim, a China sempre foi o lugar mais longe que iríamos chegar. Eu nunca imaginei que iria visitar a China tão cedo na minha vida, e a imagem que eu tinha do país era simplesmente de um lugar muito diferente e muito, muito longe do Brasil. E, como num estalo, lá estávamos: na Grande Muralha da China. Já havíamos passado uns dias deliciosos em Pequim, mas foi ali que a ficha caiu: “Caraca… To muito longe de casa!”. Mas esse ainda não foi o momento mais legal do dia.

A muralha é uma estrutura super extensa, praticamente contínua (interrompida em alguns lugares por desmoronamento), o que significa que é aconselhável fazer meia volta em algum momento, pra você poder ir embora pelo mesmo lugar que entrou. Passamos a tarde caminhando e finalmente chegamos numa parte bem alta da muralha, onde quase todo mundo para pra admirar a vista e depois opta por voltar. Mas tivemos a impressão de ver uma saída lááá na frente e resolvemos continuar.

Depois de algumas horas de muito esforço físico (alguns trechos são absurdamente íngremes e estavam escorregadios devido à neve), o momento incrível do dia aconteceu. O sol estava se pondo e nós estávamos sozinhos na muralha da China. SOZINHOS, gente! Sentamos em um dos degraus e ficamos admirando por algum tempo essa imagem linda naquele silêncio absoluto. Apenas o vento e o sol reconfortante do fim do dia nos fazendo companhia. A saída que havíamos avistado estava bem mais longe do que imaginamos, mas nem nos lembramos do cansaço no final. Apenas daquele momento em que tivemos o principal ponto turístico do país mais populoso do mundo só para nós. 🙂

 

O ÚLTIMO PÔR DO SOL EM SANTIAGO

Facebook-2

277 dias na estrada. Quando sentamos naquela mureta do Cierro San Cristóbal, em Santiago, eu só conseguia pensar nisso. 277 dias sendo criança novamente, descobrindo novas palavras, cores, sabores, comportamentos. 277 dias que oscilaram entre lindas experiências e grandes dificuldades, mas com o saldo tão positivo que é até difícil descrever. 277 dias que me marcaram e me transformaram para sempre.

Chegamos ao entardecer e ficamos vendo o sol se pôr junto às cordilheiras, tomando um chazinho de limão cujo gosto não esqueço até hoje. Conversamos sobre tudo que havíamos passado, lembrando de alguns momentos especiais, das pessoas que conhecemos e imaginando o que nos esperava aqui no Brasil. Os dias no Chile foram super intensos emocionalmente, mas este último entardecer concentrou todos esses sentimentos. Foi um chororô só, hehe. Mas foi lindo. Deu vontade de parar no tempo e ficar ali pra sempre. No entanto o dia 278 chegou, e com ele o conforto e a alegria das nossas casas, famílias e amigos.

Mas sempre lembraremos do pôr do sol que encerrou nossa jornada tão incrível de volta ao mundo. <3

3 Comentários / Comments

  1. AMILTON STELMAK

    Fui por acaso no shopping Estação, e lembrei da exposição na Livraria Curitiba.
    Curti as fotos, ficaram muito bonitas e representa uma bela lembrança do momento.

    Abs Amilton

    Responder
  2. Claudia Pereira

    eu lendo a reportagem e quase chorando só de pensar nas sensações que vocês viveram. Quando saio de manhã para enfrentar o caos do trânsito na hora de pico pra levar minha filha à escola, e pego por alguns minutos o nascer do sol nesta selva de pedra, já fico emocionada e cantando no carro achando que a natureza e a vida é linda. Agora imagina ter esta sensação em lugares como o que vcs passaram… Meu Deus viajar é renascer.. é reviver!!! o sonho de minha filha adolescente é ser mochileira.. e o meu de ser livre. quem sabe um dia eu levanto com a coragem de vcs largo tudo e vou viver!!! exemplo inspirador Tati e Guto.

    Responder

Envie seu comentário!